Rondon envolve 240 universitários no Norte Pioneiro Destaque

No domingo (23/07), estudantes e professores de 14 instituições deram início a Operação Rondon 2017, promovida pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), em parceria com a Universidade Estadual do Norte Paraná (UENP) e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). Durante duas semanas, 240 rondonistas vão desenvolver ações de promoção humana e cidadania, em 10 municípios do Norte Pioneiro do Paraná.

A solenidade de abertura ocorreu no Conjunto Amadores de Teatro (CAT), em Jacarezinho, com a presença de prefeitos, autoridades universitárias e representantes de instituições parceiras. A dupla sertaneja Remador e Canoeiro, de Jacarezinho, abriu a cerimônia com apresentação de musicais regionais. Na sequência, autoridades e coordenadores da Operação Rondon se pronunciaram, destacando a importância da iniciativa para os estudantes universitários e para a região.

Segundo Mário Cezar Lopes, coordenador geral da operação, o Projeto Rondon, de caráter nacional, não contemplava todos os inscritos da UEPG. Com isso, em 2015, a instituição iniciou o Rondon Regional para atuar em seis municípios; em 2016 foram quatro cidades; e agora, em 2017, com apoio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI) e da Sanepar, a Operação Rondon leva ações extensionistas a 10 cidades do Norte Pioneiro. "Pretendemos trabalhar com os universitários para que consigam colocar em prática o que aprendem na universidade", afirma Lopes.

Décio Sperandio, diretor geral da SETI, afirma que a secretaria encampou e apoia a iniciativa do Rondon regional, pois considera a importância do projeto em promover o desenvolvimento local sustentável. Além disso, Sperandio considera os estudantes parte crucial no desenvolvimento da Operação. "A participação do aluno é de fundamental importância para que ele tenha contato com a realidade social, isso o torna mais sensível do ponto de vista humano e com certeza completa sua formação."

A reitora da UENP, Fátima Aparecida da Cruz Padoan, reafirma a importância da colaboração dessas instituições para a realização das atividades. "A parceria é fundamental para atingir cada vez mais municípios e realmente fazer a diferença na vida das pessoas menos favorecidas", acentua. Partilhando a emoção de participar do evento, a reitora destacou ser aquele um momento histórico. “Aqui muito perto de nós, os rondonistas poderão experimentar também um Brasil desamparado, que sofre muitas vezes dos mesmos problemas e conflitos sociais das regiões mais pobres do Brasil”.

O projeto Rondon tem como objetivo integrar o conhecimento acadêmico com a prática nas comunidades. Diego Baff, da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), vai atuar na cidade de Barra do Jacaré. Ele explica sobre a necessidade de conectar centros produtores de conhecimento com cidades distantes. "Acredito na ação extensionista porque as atividades beneficiam ambos os lados", ressalta Baff.

Médico por formação, Sérgio Eduardo Emygdio de Faria, prefeito de Jacarezinho, atuou em 1979 como rondonista, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O prefeito enfatiza a Operação Rondon como uma experiência importante na vida profissional e pessoal. "Aprendi a trabalhar em equipe e a notar aspectos que não notava na universidade, como doenças comuns na sociedade que não temos contato no meio acadêmico".

A Operação Rondon acontece de 23 julho a 5 de agosto em dez cidades do norte pioneiro paranaense: Jacarezinho, Siqueira Campos, Cambará, Wenceslau Braz, Santo Antônio da Platina, Barra do Jacaré, Joaquim Távora, Conselheiro Mairinck, Carlópolis e Ribeirão Claro. A ação envolve a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFR) - Campi de Campo Mourão, Cornélio Procópio, Londrina e Ponta Grossa, Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (Cescage), Universidade Positivo (UP), Faculdade Paranaense (Fapar) e União dos Escoteiros do Brasil (UEB).

 

Última modificação: Segunda, 24 Julho 2017 18:47